Logo WebSide
Publicado em: 15/06/2019

WhatsApp quer processar quem faz spam



O meio do mês de junho foi tenso para quem usa o Whats para promover seus negócios. A empresa anunciou que vai processar quem mandar mensagens em massa ou usar indevidamente o aplicativo com objetivos comerciais. O culpado por isso? As FAKE NEWS… a empresa quer evitar o uso do aplicativo para a disseminação de informações falsas… e a solução pode prejudicar quem usa o app para vender produtos e serviços.

Uso indevido da ferramenta
Você tem um grupo e está feliz da vida, pronto para divulgar aquela promoção bacana ou uma novidade que tem potencial para turbinar suas vendas… mas um arrepio nos neurônios te faz pensar com cuidado antes de apertar o enviar: o que pode ser considerado “indevido” pelo Whats.

Vamos à má notícia: de acordo com o texto divulgado pela própria ferramenta, o Whatsapp não foi projetado para enviar mensagens em massa, o que torna essa atitude uma violação dos seus termos de serviço.

Pois é…

Consequências
Tudo indica que o Whats está disposto a brigar. Um comunicado oficial diz o seguinte: “O WhatsApp está comprometido a utilizar todos os recursos à disposição dele, incluindo processar, se necessário for, para evitar abusos contra nossos Termos de serviço, como o envio de mensagens em massa ou utilização comercial. É por isso que, além das iniciativas tecnológicas, utilizamos uma abordagem jurídica contra indivíduos ou empresas que ligamos a evidências dentro da plataforma WhatsApp de abusos contra ela. O WhatsApp se reserva ao direito de continuar a tomar as medidas jurídicas cabíveis nesses casos.“.

Essa advertência aí de cima começa a valer em 7 de dezembro de 2019, quando a empresa diz que “…tomará medidas legais contra quem auxiliar a terceiros a violarem nossos Termos de serviços com práticas abusivas, como envio de mensagens em massa ou automatizadas, ou com a utilização comercial“.

E agora, o que faço com meus grupos?
Aparentemente o Whats diferencia spam do envio de conteúdos promocionais para grupos. Um documento da empresa destaca que o envio em massa geralmente envolve o uso de servidores ou programas especiais, já que enviar toneladas de mensagens pelo celular consome muito tempo. Este é um dos detalhes que a empresa vai buscar para bloquear usuários. Portanto mandar uma propaganda para um de seus grupos é bem diferente de enviar 5 milhões de mensagens usando um serviço específico.

Em outras palavras, continue se comunicando com seus grupos, mas JAMAIS contrate um serviço de disparo de mensagens para o WhatsApp.

O Whats tem 1,5 bilhão de clientes e, nos últimos 3 meses, bloqueou 2 milhões de contas por uso indevido relacionado ao envio de mensagens em massa. A identificação destas contas é feita por inteligência artificial. São analisados diversos fatores antes de um bloqueio, tais como: perfil da conta, uso cotidiano, tempo de vida etc. O comportamento é um dos pontos mais importantes. Um usuário normal, por exemplo, é lento para enviar mensagens, ao contrário de um servidor. Se um novo usuário manda 100 mensagens em 15 segundos, ele certamente está ligado a algum tipo de abuso.

Ufa… então tá tudo bem!
Calma… mesmo que você não seja um spammer, ainda existem riscos, por isso é bom caprichar nas mensagens promocionais e não exagerar.

Quando alguém manda mensagens ruins, invasivas, e não sabe a hora de parar, pode acontecer um “feedback negativo”. Isso acontece quando outros usuários bloqueiam você ou reportam sua atividade como spam. Neste caso, o sistema automatizado do aplicativo analisa a conta que está sendo criticada e pode não fazer nada (se achar que não é necessário) ou até bloquear a conta do remetente.

Boas práticas para usar o WhatsApp
O Whats é uma poderosa ferramenta de negócios. Permite a manutenção do relacionamento com seus clientes, respostas rápidas e também a promoção de seus negócios. Usar a plataforma para criar oportunidades não é errado aos olhos da empresa: você pode usar o Whats com interesses profissionais e a empresa sabe disso.

Mas é sempre bom ser cuidadoso…

NÃO EXAGERE – Divulgue suas mensagens comerciais sem sobrecarregar o usuário ou o grupo. Não há uma receita para o número de mensagens que você pode enviar, afinal, cada usuário ou grupo é diferente. Há grupos voltados para negócios onde as mensagens promocionais são constantes… já outros, tem um perfil mais social e menos comercial, e vendas são feitas de forma mais espaçada. Mas exageros podem acontecer em qualquer lugar. Se suas mensagens promocionais representam a maior parte do conteúdo da conversa, é bom ir mais devagar. Use seu bom senso e não exagere.

PENSE NO USUÁRIO – Quando criar uma mensagem, pense no usuário e não nos seus interesses. Você quer vender… mas o usuário que um desconto diferenciado, uma condição de pagamento especial, um brinde ou a solução para um problema. Conteúdo bom é aquele que atende o público-alvo. Quando você coloca o interesse do público acima dos seus interesses, consegue melhores resultados e sua mensagem é recebida de forma mais favorável.

TENHA BOM CONTEÚDO – Bom conteúdo envolve a “embalagem” e o “recheio”. Se houver imagens, as dimensões devem estar corretas, deve haver qualidade e tudo deve estar de acordo com o contexto. O texto deve ser curto, claro e objetivo, destacando o benefício.

Conclusão
O WhatsApp pode – E DEVE – ser usado para fortalecer seus negócios. A decisão da empresa é condizente com os novos desafios que a plataforma vem enfrentando. Se você não cometer abusos usando serviços de disparo em massa, é provável que nunca vá ter problemas. Mesmo assim, é aconselhável usar a ferramenta com sensatez, evitando exageros e tentando produzir bom conteúdo sempre que possível.

Se você precisa de ajuda para cuidar da sua comunicação digital no Whats e também no seu site e em redes sociais, fale com a gente. Podemos criar diferentes soluções para diferentes tipos de clientes e de necessidades.


Canal de Atendimento

(11) 930-841-504
(11) 4221-3411

Nosso Endereço

Torre Union - Espaço Cerâmica
Alameda Terracota, 215 Sala 518
São Caetano do Sul

Formas de Pagamento

Cartões de Crédito Débito / Boleto